Novaterra Soluções em Geoinformação cria barramento de integração de dados na Usina Hidrelétrica Santo Antônio

Novaterra Soluções em Geoinformação cria barramento de integração de dados na Usina Hidrelétrica Santo Antônio

Projeto garantiu agilidade no tratamento das informações geográficas para atender às regras do Ibama. Plataforma de Integração Magic xpi foi a escolhida para o projeto

A Novaterra Soluções em Geoinformação firmou parceria com a Magic Software Brasil para viabilizar projeto de integração de dados geográficos coletados pela Usina Hidrelétrica Santo Antônio, localizada no rio Madeira, em Porto Velho (RO), para garantir o cumprimento das condicionantes ambientais exigidas pelo Ibama, permitindo que a unidade entrasse em operação comercial. A solução envolveu a utilização da Plataforma de Integração Magic xpi na criação de um barramento de integração para o processo de coleta de dados presente no Sistema de Informação Geográfico (SIG/Web) desenvolvido pela Novaterra para a gestão dos programas ambientais previstos para este empreendimento.

A Usina Hidrelétrica Santo Antônio, implantada e operada pela Santo Antônio Energia, já conta com dez unidades geradoras, atingindo a potência de 713,5 MW, com previsão de chegar a 27 unidades geradoras até o fim deste ano, quando a hidrelétrica deve operar com mais de 60% da sua capacidade total. Para novembro de 2015 a previsão é de que a hidrelétrica esteja em pleno funcionamento, com capacidade para gerar 3.150 MW.

A execução do processo de licenciamento ambiental junto ao Ibama envolvia várias condicionantes ambientais, o que exigiu o tratamento de elevado volume de informações de temas tão diversos quanto qualidade da água, flora, fauna e reassentamento da população atingida pelo empreendimento. No caso da Hidrelétrica Santo Antônio, são 27 programas ambientais estabelecidos, executados por diversas empresas e universidades, que produzem dados e informações nas suas especialidades.
De acordo com Lúcio Figueiredo Matias, diretor de operações da Novaterra, a complexidade do banco de dados e do processo de coleta de dados supera a média dos projetos em SIG.  “Uma equipe, por exemplo, passou 35 dias percorrendo a região, coletando dados de fauna e gerou 75 mil registros em planilhas Excel. Cada uma das empresas contratadas tem suas equipes e forma própria de trabalhar, cada uma produz dados em Excel, Access, ou SQL, com periodicidades diversas. Converter todas essas informações num formato específico seria demorado e oneroso, exigindo ainda a mudança do modo de operação das empresas.  Como o Magic xpi aceita todos estes formatos, então integramos tudo e demos sequência ao processo. Assim, está sendo possível usar um barramento de integração altamente eficiente para o nosso cliente”, destaca o executivo.

Matias ainda conta que já conhecia a ferramenta Magic e optou por incluí-la neste projeto porque sabia que ela atenderia 100% da necessidade do projeto. “A tendência é que o Magic xpi também seja utilizado nos próximos projetos que necessitem de coleta e unificação de dados”.

Rodney Repullo, CEO da Magic Software Brasil, comenta que o projeto de integração de dados na Usina Hidrelétrica Santo Antônio é um exemplo da capacidade tecnológica da Plataforma de Integração Magic xpi e como ela pode auxiliar as empresas desenvolvedoras de sistemas e seus clientes a atenderem a demandas de tratamento de grandes volumes de dados, inclusive levando em conta regras de agentes reguladores, como é o caso do Ibama. “A Novaterra não teve que investir grandes recursos em equipes para desenvolver uma aplicação específica para esta finalidade. O Magic xpi agilizou este processo e promoveu forte redução do tempo no tratamento das informações coletadas em campo”.

Logo_Novaterra_Magic

Mais informações: http://www.santoantonioenergia.com.br

FonteMidia Americas